Casamento religioso o que fazer?


E agora? Casamento na igreja?


Cada um com a sua ideia, cada um com a sua religião.  A nível legal só é contabilizado o casamento civil portanto na minha opinião o facto de ir à igreja é por ser bonito atualmente e porque fomos habituados à ideia de subir ao altar vestidas de brancos.

Teoricamente é tudo muito bonito, mas um casamento é feito de duas pessoas e portanto temos que respeitar a ideia dos dois.  




Mas a final o que precisamos 
para realizar um casamento religioso?


Como agora tendo andado a pesquisar tudo e mais alguma coisa sobre os casamentos religiosos, pois o nosso será também religioso encontrei as seguintes informações no site da zaask que tanto me ajudaram nesta fase.

Falar com o Padre. Assim que decidirem casar pela Igreja falem com o padre da vossa paróquia ou com o sacerdote da Igreja que escolheram para a cerimónia, caso a mesma seja fora da vossa área de residência. Lembrem-se de que o casamento católico pressupõe que ambos os noivos estejam baptizados, pelo que será natural que tenham de apresentar um comprovativo deste sacramento. Para obtê-lo, dirijam-se à Igreja onde se baptizaram. É importante também que estejam alertados para o facto de o pároco poder recusar-se a celebrar o casamento, por considerar que o casal não se enquadra nos valores da Igreja Católica.

Apresentar ao padre o Certificado de Casamento. Após terminar o processo preliminar do casamento, a Conservatória emite um documento que autoriza o casamento. Este deverá ser entregue ao pároco, caso não tenha sido a Igreja a tratar do processo.

Frequentar as sessões de CPM (Centro de Preparação para o Matrimónio). Caso não exista nenhum impedimento para o casamento, os noivos que querem casar pela Igreja terão de frequentar sessões no âmbito do CPM, que são realizadas em conjunto com outros casais em preparação para o matrimónio e presididas por casais já casados que partilham a sua experiência de vida conjugal. Se não conseguirem assistir a sessões durante a semana, há muitas igrejas com cursos ao fim-de-semana.





Decidir sobre a cerimónia religiosa. Tendo decidido casar pela Igreja podem optar por uma missa completa com comunhão ou pela missa curta, sem comunhão. Falem com o padre sobre as duas opções e peçam-lhe também indicações relacionadas com o guião, textos bíblicos ou gestos simbólicos da cerimónia. Por vezes o padre é flexível e permite a inclusão de uma carta, um poema ou outro texto não religioso em vez de uma leitura.


Falar com o padre sobre a música. Vejam qual a música que podem ter na Igreja, nomeadamente se existem pessoas responsáveis com estas funções, um coro, um solista, um órgão, equipamento de som ou a possibilidade de contratarem animação musical externa.


Perguntar ao padre sobre regras da Igreja. Há Igrejas onde não é permitido atirar arroz ou ir com os ombros descobertos, entre outros. Perguntem ao padre se existem regras para casar pela Igreja e, se existirem, cumpram-nas e transmitam-nas também aos vossos convidados.



No que diz respeito à cerimónia de casamento, será necessário ter testemunhas do acto, pelo que terão de apresentar duas testemunhas, isto é, os padrinhos.
Após a celebração do casamento, o padre envia um duplicado do assento paroquial à Conservatória do Registo Civil, que transcreve o casamento e o averba aos registos de nascimento dos noivos.


2 comentários :

  1. Não sabia que era necessário tanta coisa para casar na igreja. Eu fico-me pelo civil e está bom! Felicidades para o casamento :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mesmo uma coisa fácil mas depois vamos a ver e temos que seguir algumas regras, mas nada que não se faça :D

      Eliminar

Adoraria saber a tua opinião sobre este tema

My Instagram

Designed By OddThemes | Distributed By Blogger Templates