todos os dias são dias de...

By Anny da Juba - 20:28:00

Bom dia gente linda



bora lá fazer o resumo da semana ? Segue o facebook que assim durante a semana podes saber tudo em primeira mão Annydajuba



O Dia Mundial do Dador de Sangue é celebrado anualmente no dia 14 de junho.

------------------------------------

A celebração do Dia Mundial do Dador tem como objetivo aumentar a consciência da necessidade de componentes sanguíneos seguros e agradecer a todos os dadores as suas dádivas voluntárias e benévolas, assim como reconhecer a sua importância e contributo em salvar vidas e em melhorar a saúde e qualidade de vida de muitos doentes.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 92 milhões de pessoas dão sangue anualmente, sendo que 45% destes dadores têm menos de 25 anos e 40% são mulheres. A OMS quer expandir este universo de dadores, encorajando outras pessoas a tornarem-se dadores de sangue. A organização pretende que em 2020 as dádivas de sangue em todos os países sejam completamente benévolas e não remuneradas.


O Dia Mundial do Vento festeja-se a 15 de junho.
Neste dia convidam-se as pessoas a descobrirem o vento: do seu poder à sua importância, das suas possibilidades à sua tipologia. A efeméride foi criada pelo Conselho Global de Energia Eólica (Global Wind Energy Council - GWEC).

Atividades

No Dia Mundial do Vento realizam-se variadas atividades abertas ao público em dezenas de países, incluindo Portugal. Entre outras atividades destacam-se:
  • Lançamento de papagaios ao vento
  • Medição do vento com recurso a laser (WindScanner)
  • Atualização ou divulgação do Novo Atlas Europeu do Vento (NEWA)
  • Peças de teatro realizadas ao ar livre
  • Prática de desporto ao sabor do vento
  • Exibição de documentários sobre energias renováveis
  • Exposições sobre novas tecnologias eólicas
  • Realização de colóquios sobre o recurso energético do vento
  • Abertura de parques eólicos a visitas

O Dia Internacional da Criança Africana celebra-se a16 de junho.
Comemorado 15 dias depois do Dia Mundial da Criança, o Dia Internacional da Criança Africana chama a atenção para a realidade de milhares de crianças africanas que todos os dias são vítimas de violência, exploração e abuso.
Este dia é celebrado a 16 de junho já que foi neste dia, em 1976, que se registou o massacre do Soweto, em Joanesburgo, na África do Sul. Milhares de estudantes saíram à rua em protesto contra a fraca qualidade de ensino e contra o ensino da língua Afrikaans (usada apenas pela minoria branca do país) e não da sua língua materna. A manifestação que se queria pacífica acabou por ser alvo de repressão policial e resultar em semanas de motins, com centenas de mortos, sobretudo crianças e adolescentes.
É em memória das crianças africanas mortas a 16 de junho de 1976 e em prol das crianças africanas do presente e do futuro que se instituiu em 1991 o Dia Internacional da Criança Africana. Todos os anos este dia merece a atenção da UNICEF e de outras organizações mundiais que organizam eventos variados tendo em vista a defesa dos direitos da criança em África e no mundo.

O Dia Mundial do Combate à Seca e à Desertificação celebra-se a 17 de junho.
Este dia foi instituído pela ONU em 1994 e foi celebrado pela primeira vez em 1995. Desde então comemora-se anualmente a 17 de junho.
O objetivo do Dia Mundial de Combate à Seca e à Desertificação é sensibilizar as populações e governos quanto à necessidade de cooperação mundial no que respeita a desertificação e a seca, assim como sublinhar a importância do respeito da Convenção da ONU de Combate à Desertificação nos países mais afetados pela seca/desertificação (países africanos especialmente).
Não só nos países que assinaram a convenção da ONU, como em grande parte dos países do mundo, se realizam atividades neste dia para incentivar o combate à desertificação e à seca.
A desertificação é a perda da capacidade de renovação biológica das zonas áridas, semi-áridas e sub-húmidas, por ação humana ou variação climática.
A seca é um fenómeno natural onde se regista um défice de água por um extenso período de tempo, com danos na agricultura, pesca e no habitat dos seres vivos, entre outros.

O Dia Internacional do Sushi comemora-se a 18 de junho.
A única regra do Dia Internacional do Sushi é comer sushi. A data foi criada em 2009 no Facebook pelo administrador da página "Sushi" com um evento aberto a todos para comer sushi neste dia e desde então tornou-se numa celebração mundial, com milhões de aderentes. A página conta com mais de 3 milhões de fãs e todos os anos se celebra esta iguaria a 18 de junho, deliciosamente à mesa, com um prato de sushi.
Neste dia alguns restaurantes da especialidade organizam menus especiais e fazem promoções.

Há registos também de um Dia Internacional do Sushi criado em 2006 por um blog sobre sushi, festejado a 1 de novembro. Contudo, a massificação do dia 18 de junho nas redes sociais e no mundo como o Dia Internacional do Sushi sobrepôs-se a esta data.


O Dia Internacional do Piquenique celebra-se a 18 de junho.
Com a aproximação do verão, o Dia Internacional do Piquenique convida as pessoas a saírem de casa e do trabalho e a estenderem a toalha no chão para comer. As comemorações deste dia são simples e qualquer pessoa pode aderir: basta preparar um pouco de comida e levar a cesta e a toalha para o ar livre.
Alguns hotéis realizam piqueniques de fim de tarde, com petiscos e iguarias diferentes do habitual. As escolas organizam piqueniques com os alunos e registam-se piqueniques de caridade. As empresas também podem convidar os seus colaboradores a almoçar no exterior.
Para organizar um piquenique deve preparar comida a gosto com antecedência e escolher um sítio propício, como os parques das cidades.
\

O Dia Internacional do Pânico verifica-se a 18 de junho.
Ao contrário do que parece, o Dia Internacional do Pânico não é um convite às pessoas para perderem a cabeça mas sim para encontrarem formas de combater o pânico, que muitas vezes ataca no quotidiano silenciosamente.
Esta data visa soar o alarme da urgência da adoção de formas de atenuar o stress, no trabalho e na vida pessoal. Acabar com tudo o que provoca ataques de pânico é o objetivo primordial deste dia.

O que fazer?

Para acabar com o pânico e desfrutar deste dia a pessoa pode tentar as seguintes sugestões:

  • receber massagens
  • tomar chás relaxantes
  • preparar a sobremesa preferida
  • comer no restaurante predileto
  • fazer um piquenique
  • fazer uma caminhada
  • praticar desporto
  • marcar uma consulta médica
  • descobrir e confrontar o que lhe provoca pânico
  • tomar um banho de imersão
  • Ir a um SPA
  • sair com os amigos

O Dia Mundial da Consciência Sobre Doença Falciforme encontra-se no calendário a 19 de junho.
Este dia foi instituído pela ONU para informar e consciencializar as populações do mundo sobre esta doença.
A doença falciforme é uma doença hereditária onde se regista uma alteração dos glóbulos vermelhos do sangue. Com a membrana alterada, as células rompem-se mais rapidamente, provocando anemia. O deficiente transporte de oxigénio provoca também dor no corpo.
Esta doença ataca milhões de pessoas no mundo, desde crianças a adultos e pode mesmo ser mortal. Segundo a Organização Mundial de Saúde, esta doença é umas das principais causas de morte nas crianças até 5 anos nos países africanos.

Sintomas

A doença falciforme manifesta-se sobretudo a partir dos 3 meses de idade. Os sintomas variam entre:
  • anemia crónica
  • icterícia (pele amarelada)
  • inchaços dolorosos nos punhos e tornozelos
  • úlceras nas pernas
  • dores nos ossos, músculos e articulações
  • infeções (meningites e pneumonias nas crianças)

Tratamento

O tratamento desta doença é específico para o problema de cada paciente. Nas dores gerais são realizados tratamentos de hidratação e a aplicação de analgésicos.






  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Bem vindo a área de comentários onde podes dar todas as tuas opiniões